domingo, 20 de julho de 2008

no dia do fim do mundo




gosto de ironia fina, com cobertura de caramelo.

tenho muitos sorrisos e nenhum dinheiro

muito respeito e nenhum juízo

algum truque de cartas

as orelhas tortas

as mãos infinitas

certo charme blasè

meus inimigos todos morrerão de tédio

e meus amigos de prazer.


só sei que pretendo acordar cedo

no dia do fim do mundo.

4 comentários:

  1. Nietzsche disse que a ironia é para pessoas que pensam (ou disse uma idéia semelhante)

    Quando descobri isso, passei a ver a ironia por outro prisma...

    >:)

    ResponderExcluir
  2. Lembrou bastante aquela aura dos quatrocavaleiros... gostei!

    ResponderExcluir
  3. Zé!
    Trata de postar mais, tá muito relapso!
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. encantam-me!textos pequenos e intensos

    ResponderExcluir

pode falar, eu não estou ouvindo