quarta-feira, 13 de maio de 2009

O fator charme


Pois é, aí Deus criou o homem e a mulher e inventou de colocar entre os dois uma costela e duas naturezas completamente distintas e aparentemente incompatíveis. Num momento fanfarrônico de sua existência, o Todo Poderoso achou que seria bonito se os sexos se encaixassem de um jeito, mas, para chegar a esse encaixe, se desencaixassem de todas as outras formas possíveis. Certeza que, depois dessa idéia, Deus terminou o dia criando o ornitorrinco, os judeus e a química orgânica. E assim o negócio foi evoluindo, aconteceram algumas coisas legais como os Beatles e a Dinastia Ming na China, outras nem tanto como o Calígula e o III Reich, e tudo conspirou para que se chegasse a essa tarde nublada de maio, num cruzamento terrível do setor Bueno, quando minha irmã tentava me explicar de forma bem didática o que diabos era o fator charme.

Por que, meus caros irmãos homens do sexo masculino, não basta ser bonito, bem apessoado, inteligente, ter um carro, dinheiro na carteira, e etc. É preciso ter charme. Claro! Segundo a concepção científica que minha irmã fez sobre o tema, o charme consiste em: algo ou alguma coisa que individuo possui no olhar, no sorriso, no jeito de andar, na atitude, que denotem o ó do borogodó, o fiu-fiu da Martinica. Eu, no meio da conversa, logo atalhei:
- Ah, então é ser gostoso?
O que minha irmã, muito femininamente, negou. Charme é uma forma de vestir o terno e ficar parado na porta da boate com uma taça na mão, uma forma de falar: “ Oi, você deixou cair sua borracha”, um jeito de sorrir de lado. De maneira que eu passei a achar que o charme é, na verdade, o cálculo matemático que aproxima sua postura a do Frank Sinatra. Ou seja, imagine o Frank dizendo: “Oi, você deixou cair sua borracha” e depois tomando um martini seco. Isso é charme.

- Saquei. É tipo ser gostoso.

Além de tudo, o charme é um elemento democratizante, uma prova da benevolência feminina. Afinal, um cara X pode ser o rapaz mais bonito desse lado da Disneyworld, mas se ele não tiver charme, a coisa desanda. Da mesma forma que muitos caras não bonitos, ou até feios, conquistam pelo charme.
Mesmo que, dentro da definição exata do fator charme, ainda caibam idéia de atitudes e fisionomias relacionadas à inteligência, segurança, confiança, o fato é que quem controla o charme é mesmo o pessoal barra pesada. Como o outro que é um charme quando bebe, quando fuma ou quando faz coisas cafajestes. Aliás, ao que parece, todo cafajeste é charmoso. O bom mocinho da novela é bonito, mas ninguém agüenta. Por que? Por que lhe falta o charme do vilão! Falta a pimenta com caldo, o olhar misterioso, o ó do borogodó. Pergunte a uma moça um exemplo de charme e veja se ela vai responder o Kaká... Provavelmente vai responder o Jonnhy Depp. Exatamente por que ele tem cara de quem toma banho de cuspidela. E também por que hoje em dia é super moda falar que o Jonnhy Depp é o cara, certo? Se você perguntar até quem é o cara que elas escolheriam para colocar gasolina no posto para elas, a resposta seria o Jonny Depp. Mas isso por que ele faria com charme, claro.

14 comentários:

  1. nao uso carro, mas se o johnny depp se oferecesse pra ajudar a encher o pneu da minha bicicleta eu adorariaa!!heuihuehuheuiuheu..
    ps:charme nao é ser gostoso, nao no sentido fisico, é ser gostoso de uma forma invisivel.

    ResponderExcluir
  2. noooooooossa zé
    fiquei um tempo delisgada de blog e venho aqui e acho um texto suuuuper desse, amei!

    gente, sua irmã explicou direitinho, e você traduziu pro pael direitinho, concordo em gênero, número e grau.

    mas que seria muito mais fácil gostar do mocinho, ah, seria.

    adoreeeeeeei, estou relfexiva sobre o charme, agora. Charme é o jeito que você arruma o óculos e dá aquela olhada de rabo de olho ao mesmo tempo. charme é o jeito que você vira a folha do bloquinho naquele espaço esmagador entre milhões de jornalistas.

    tenho muuuuuuuitas ideias de charme...fiquei inspirada, vou escrever. =***

    ResponderExcluir
  3. Zé, você não é charmoso.
    A letra do seu texto não se parece com a do Frank Sinatra.

    ResponderExcluir
  4. procurei charme pra vender no mercado livre, e não tinha...

    não sei mais onde achar... haoehoaeho

    ResponderExcluir
  5. Segundo meu pai charme é a desculpa que as mulheres inventam para ter uma relação com um cara em quem elas não acham uma qualidade aparente facilmente explicável, ou a desculpa que elas usam para ir para a cama no primeiro encontro com qualquer cara, independente de qualidades...Já o homem apenas faz esse tipo de coisa e não se preocupa em dar explicações.

    Mas meu pai é meio canalha, então...

    E eu sinceramente acho que a sua teoria faz sentido...Eu li uma biografia do Tio Sinatra uma vez e se aquele cara não era o auge do cool e do charmoso, não sei quem poderia ser...Até o Bogart queria ser como o Sinatra.

    ResponderExcluir
  6. Um dos melhores que já vi por aqui!
    Charme? Ahhh, sua irmã definiu bem.

    =)

    beijo.

    ResponderExcluir
  7. Depois que vc me falou fiquei pensando sobre o tema... ainda pode render muito!Adorei!

    ps:O Johnny deveria ser objeto de análise.

    ResponderExcluir
  8. o charme poderia ser tema de uma tese, c-e-r-t-e-z-a.

    adorei o texto, Zé. ;***

    p.s: o Johnny nunca sai de moda. ;9

    ResponderExcluir
  9. "seria bonito se os sexos se encaixassem de um jeito, mas, para chegar a esse encaixe, se desencaixassem de todas as outras formas possíveis."

    Disse tudo.
    E com charme!

    ResponderExcluir
  10. Antes de mais nada: Esse texto deu o que falar, hein? O charme é pop, só não falo que é enigmático pq se nã ia ficar muito gay : - ]~

    Ser cafaeste é charmoso? Tenho dois amigos que são charmosos e os dois são cafajestes, até então minha estatística bate com essa teoria...

    Acho que ser charmoso para as mulheres deve ser o mesmo que ser sexy para os homens. É isso mesmo mulheres?

    O início do texto eu achei meio esquisito, mas o resto ficou excelente!

    ResponderExcluir
  11. Eu não vou gastar o meu charme colocando-o em discussão aqui

    ResponderExcluir
  12. Renata Escarião2 de junho de 2009 08:41

    me tornei fã da sua irmã...nós mulheres entendemos.....é muito mais que ser gostoso!

    seu texto tem charme! encontrei por acaso para uma matéria que tô fazendo e agora está em meus favoritos!

    ResponderExcluir
  13. Perfeita sua reflexão.
    Ter charme não é o que a mairoria das pessoas pensam.
    Ter charme é não ter frescura, não é ter carrão, ou ser o bonitão e fumar. É muito além disso.
    É detalhe.
    Quem tem charme, tem charme..;/

    ResponderExcluir
  14. Mais uma coisa, Johnny Deep é cara pra quem quer ser charmoso.
    Eu tbm tenho charme..rsrs ;/

    ResponderExcluir

pode falar, eu não estou ouvindo